Tributo a um avô mais que especial - Um Herói silencioso, Guardião sempre Zeloso, Meu eterno Pai

Sabe aquele dia em que você para.
E só olha para o lado e percebe, pocha, como o tempo passou.
Esse dia é hoje.

Em novembro completará 111 anos que esta foto foi tirada, eu ainda o tinha aqui.
Neste 25 de agosto de 2019, fazem 9 anos que o Senhor nos deixou.
Mas parece que ontem mesmo estava aqui, me dando conselhos, apoio, carinho.
Se dedicando ao melhor para me fazer sentir a pessoa mais feliz e amada desse mundo.
Sempre tentei dentro do que eu pude, ser o melhor, e dar o meu melhor.
Cada vez que conversávamos ou que falava de mim para os amigos, via que o que eu fazia valia apena.
Se meu maior desejo era encher o Senhor de orgulho, eu conseguia fazê-lo bem.
Suas lágrimas de emoção é que falavam isso para mim.
Cada vez que eu recitava uma poesia, cada vez que contava algum feito, quando comecei a trabalhar, quando fui para a minha primeira faculdade.
E tem coisas, que eu nunca precisei te contar, porque o Senhor sabia só de me olhar.
Adivinhava os meus pensamentos, os meus sentimentos, colocava o céu aos meus pés.
Não só em coisas materiais, porque nem só de riquezas vive o Homem, mas também de amor.
Ao seu lado, todos os dias, durante 20 anos de minha vida, não teve um só dia em que não me senti amado de verdade.
Não teve um dia em que eu me sentisse sozinho, porque eu sabia, o Senhor estava ali.

De repente as coisas começaram a se complicar, e eu, inocente, que não pensava que este dia fosse chegar, me vi no mundo sem tua presença.
Eu nem pude me despedir, e a última vez que te vi, ainda rezava para que voltasse para casa.
Tinha esperanças, e como tinha, de que nossa vida fosse voltar ao normal.
Que ilusão, que nada.
As nossas vidas jamais voltariam a ser como antes, e eu nunca mais iria voltar a tê-lo tão perto de mim.

25/08/2010, o dia mais triste e doloroso da minha vida.
Ia embora partes do amor, da esperança, da alegria.
Ia embora a minha paz, que demorei anos para reencontrar, e que as vezes a noite acordado sozinho, ainda me perco nos pensamentos um pouco buscando, não a tenho totalmente.
Não posso tê-la sem Você.
O Senhor foi muito mais que um avô, foi muito mais que um amigo.
Foi Guardião, Protetor, um herói silencioso, sempre muito zeloso, um verdadeiro Pai.
Partiu quem tanto me deu amor, quem tanto me compreendeu, e restou essa imensa saudade.
Que a cada dia cresce, as vezes dilacera a minha alma.
Pois passaram 9 anos, e a cada dia eu sei, nunca aprendei a viver sem o ter por aqui.
Nunca vou esquecer a tua voz, e nunca vou cansar de segurar as minhas lágrimas, ao relembra-lo com saudade e muito amor.
Aliás, todo o amor.
Muita gente pode não compreender, as vezes nem eu consigo.
Mas esta ligação transcende, transpassa, vem de Deus, vem da Alma.
Te amo, e nunca vou cansar de lhe agradecer,
Pois eu tenho um bom pai biológico sim, mas o Senhor sem a menor sombra de dúvidas foi mais que um segundo pai em minha vida.
Foi sem a menor sombra de dúvidas, o melhor pai que eu poderia, merecia, desejaria ter.